Neste mês, a cor verde ganha mais evidência. Setembro é o mês dedicado ao combate do câncer de intestino. A campanha é produzida anualmente pela Sociedade Brasileira de Coloproctologia e está ganhando cada vez mais força devido ao número de casos dessa natureza.

De acordo com Instituto Nacional do Câncer (INCA), as estatísticas apontam que, em 2020, alcancemos 40.990 casos durante o ano de câncer de intestino, sendo os homens os mais afetados. Apesar de ser altamente curável quando descoberto no princípio da doença, muitas pessoas ignoram os sinais. Para se ter uma ideia do quão isso pode ser perigoso, 19.603 pessoas morreram em 2018 por decorrência do câncer segundo o Atlas de Mortalidade por Câncer.

Vamos entender melhor?

O que é o câncer de intestino:

Esse câncer engloba os tumores que tem partida na fração do intestino grosso denominada cólon, reto e ânus. O INCA também denomina como câncer de cólon e reto ou colorretal.

O câncer de intestino tem tratamento e chances de cura na grande maioria dos casos, no entanto precisa ser detectado precocemente, quando ainda não atingiu outros órgãos. Uma parte considerável dos tumores têm início a partir de pólipos, conhecidos como lesões benignas que podem surgir na parede interna do intestino grosso.

Alguns fatores são considerados de risco para o surgimento da doença. São eles:

– Idade igual ou superior aos 50 anos;

– Excesso de peso;

– Pouca ingestão de fibras e alto consumo de alimentos processados;

– Histórico familiar ou histórico pessoal de outros tipos de câncer, como mama e ovários;

– Doenças inflamatórias do intestino, como Doença de Crohn.

Atente-se aos sintomas:

Os sintomas podem se confundir com os de hemorróidas ou verminoses, independente do caso é sempre importante procurar o seu médico. Perceba os sinais:

  • Sangue nas fezes;
  • Diarreia ou prisão de ventre;
  • Desconforto na região abdominal;
  • Anemia;
  • Fraqueza;
  • Perda de peso;
  • Fezes muito compridas e finas.

Como prevenir:

A forma de prevenção do câncer de intestino é a mesma que previne centenas de outras doenças: prezar pela qualidade de vida. Fique longe do tabagismo, pratique atividades físicas com regularidade, cuide do seu peso e da sua alimentação.

Como sempre digo aos meus pacientes: é fundamental dar preferência aos alimentos in natura, ter uma alimentação saudável, balanceada e rica em fibras. Mais dicas sobre o que ter em seu prato você pode encontrar baixando o meu ebook.

Compartilhe esse blogpost com os seus amigos e vamos juntos cuidar da saúde.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *