Dr. Carlos Eduardo Gagliardi Toloi

Endoscopia digestiva

Endoscopia digestiva

É um procedimento que permite, através da utilização de tubos flexíveis com pontas manobráveis (endoscópios), o exame e a análise visual das paredes do aparelho digestivo, incluindo esôfago, estômago e duodeno (primeira parte do intestino delgado) e cólon (intestino grosso) através de imagens em um monitor de vídeo.

A endoscopia corresponde a um avanço no tratamento das doenças do tubo digestivo. A utilização de endoscópios permite a identificação de múltiplas lesões, como por exemplo úlceras, pólipos ou tumores e a identificação de locais de hemorragia interna. Com a utilização de endoscópios é possível também colher biopsias (pequenos fragmentos de tecido) que servem para distinguir entre lesões benignas ou malignas, estancar hemorragias e solucionar possíveis obstruções no tubo digestivo.
Ela ajuda o médico a definir a causa de sintomas como dor em abdome superior, náusea, vômitos, dificuldade para engolir, entre outros. É também um excelente método para a investigação de sangramentos digestivos. Gastrites e úlceras são exemplos de doenças facilmente diagnosticadas pela endoscopia. A endoscopia hoje também é uma das ferramentas para o combate a obesidade, com procedimentos como a colocação de balão e até mesmo gastroplastia (redução do estômago).

Os exames mais solicitados nessa área são:
• Endoscopia Digestiva Alta: o endoscópio é introduzido pela boca e permite a observação do esôfago, estômago e duodeno;
• Colonoscopia: o endoscópio baixo (colonoscópio) é introduzido pelo ânus e permite a observação do intestino grosso (cólon e reto).

Em São Joaquim da Barra o serviço de Endoscopia Digestiva também conta com a Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica (CPRE) – Procedimento realizado para diagnóstico e tratamento de patologias nas vias biliares, entre elas o coledocolitíase (cálculo dentro das vias biliares).

Gastro­enterologia

Trata-se de uma especialidade da Medicina focada no estudo, diagnóstico e tratamento de patologias do Aparelho Digestivo (composto por boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e pelos órgãos anexos que são fígado, vesícula biliar e pâncreas).
O aparelho digestivo é o responsável pela digestão e absorção dos alimentos que ingerimos, possibilitando que todos os nutrientes necessários sejam transportados para as células do nosso corpo. A Gastroenterologia se dedica ao diagnóstico e tratamento de diversas condições como pólipos e câncer do cólon, hepatites, refluxo gastro-esofágico (azia ou pirose), doença ulcerosa péptica, colites como a colite ulcerativa e a doença de Crohn, doenças da vesícula e das vias biliares, problemas nutricionais e de absorção como a doença celíaca, a síndrome do intestino irritável e pancreatites.
As maiores demandas estão relacionadas aos tratamentos de doenças como hepatites, gastrites, úlceras, esofagites e pancreatites. Além disso, essa especialidade permite ao médico também orientar dietas exclusivas e indicar o tipo de alimentação mais adequada para pacientes com problemas ou transtornos de digestão.
Gastroenterologia
Nutrologia e metabolismo

Nutrologia e metabolismo

A Nutrologia é a especialidade médica que estuda, pesquisa e avalia os benefícios e malefícios causados pela ingestão dos nutrientes, aplicando este conhecimento para a avaliação das necessidades orgânicas dos indivíduos, visando a manutenção da saúde e redução de risco de doenças, assim como o tratamento das manifestações de deficiência ou excesso.
O acompanhamento do estado nutricional do paciente e a compreensão da fisiopatologia das doenças diretamente relacionadas aos nutrientes permitem ao nutrólogo atuar no diagnóstico, prevenção e tratamento destas doenças, contribuindo na promoção de uma longevidade saudável, com melhor qualidade de vida.
Além de identificar possíveis “erros” alimentares, hábitos de vida ou estados orgânicos que estejam contribuindo para o quadro nutricional do paciente, o profissional pode também identificar e auxiliar no tratamento de doenças nutricionais desde as menos complexas (como anemia ferropriva e carência de vitamina A por exemplo), até condições mais complexas, como obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus, vários tipos de câncer, anorexia nervosa, osteoporose, entre muitas outras.

Cirurgia Geral

Cirurgia Geral é a especialidade que compreende os procedimentos de Cirurgia abdominal convencional, Cirurgia videolaparoscópica (procedimento minimamente invasivo feito com auxílio de uma pequena câmera (laparoscópio) para visualização dos órgãos internos) e Cirurgia do trauma (atendimento a pacientes que sofreram algum tipo de lesão corporal, como queda, colisão ou ferimentos por armas brancas ou de fogo).
Trata-se de uma área focada no estudo dos mecanismos fisiopatológicos, além do diagnóstico e tratamento de enfermidades passíveis de abordagem por procedimentos cirúrgicos.
As doenças mais comuns relacionadas à cirurgia geral são:
  • Hérnias
    • hérnia inguinal
    • hérnia umbilical
    • hérnia epigástrica
    • hérnia hiatal
    • e outras hérnias
  • Colelitíase, a famosa “pedra na vesícula”
  • Colecistite
  • Hemorróidas
  • Doença diverticular dos cólons
  • Diverticulite aguda
  • Neoplasias
  • Úlcera gástrica
  • Traumas
Cirurgia Geral

Siga no Instagram

Entre em contato

  • (16) 3818-1852
  • Rua Piratininga, 1382 - Centro
    São Joaquim da Barra/SP - 14600-000

Desenvolvido com muito ☕️ e ❤️‍ por Otimizze & Atro.